sábado, 1 de novembro de 2008

Infinito

Não foi insônia
nem medo do escuro
foi aquela flor...cinza
que brilhou no sol
e ficou até o anoitecer
mergulhou na lua
e sorriu no
i
n
f
i
n
i
t
o
.
PS.: A Arte-título no meu layout é dela: Aline.
Essa chegou delicada, inspirada, gentil e, o que é importante, mostrou-se boa com as palavras e com as gráficas mãos que, por vezes, também suja de tinta e de fotografia.
O que dizer de alguém assim?:
Obrigado!

6 comentários:

CRIS disse...

O que dizer de uma pessoa assim? Que ela é muito especial.

Bj, Marcelo.

Moacy Cirne disse...

Aline Christal... O nome já diz tudo, né? Abraços.

Aline Christall disse...

Ai Marcelo querido, que bom que gostou!!! Se caso quiseres um dia mudar a foto, fique a vontade em me pedir. Fico mutio feliz com suas palavras, creio que estamos aqui nesta "bog-esfera" para partilhar!!!

Super abraço!

Vais disse...

Ei Professor,
moço, que este Resumo tá com o visual porreta, muito bom trabalho da Aline e linda mesmo a poesia.
Parabéns pra vocês
beijos

Jens disse...

Menina talentosa, Marcelo, boa de traço e palavra. O visual do Resumo ficou coxudo.
Um abraço.

sandra camurça disse...

Lindo o poema da Aline e gostei do novo visual do teu blogue. Resumindo: não acrescentei nada aos outros comentários, rsrsrs.
Beijo, Menino!