quinta-feira, 1 de novembro de 2007

Tudo vira bosta

Impressionante como (quase) tudo neste país vira politicagem, chantagem ou coisa de mesma calibragem; infelizmente, raríssimas são as vezes em que encontramos boa rima ao avistarmos muitos políticos juntos, sorrindo e, acima de tudo, deixando um pouco de lado a posição ou oposição que ocupam.
.
Assim foi ao assistir a escolha do Brasil como sede da Copa do Mundo de Futebol, organizado pela FIFA. Muitos políticos, muitos sorrisos (exceção ao presidente da CBF), muito nada. No quadro e na foto que virará moldura, tudo fora de ordem: Romário no lugar de Pelé? Dunga como técnico? Paulo Coelho? Pois é, como já escreveu Caetano... Aliás, alguém poderia explicar o que foi àquela resposta do Ricardo Teixeira sobre violência? Na hora imaginei minha querida poetiza Acantha pedindo os sais...
.
Mas não é a isso que dedico este texto surrado, mas sobre algo que li no Jornal do Brasil desta quinta (01/11) e deixou-me (e não deveria mais, pois isto é Brasil) indignado: a constatação de que, para que certas cidades sejam escolhidas e certas imagens não sejam “queimadas”, alguns políticos já “formam quadrilha” por baixo do pano com o intuito de abolir quaisquer CPIs contra o futebol (melhor dizendo, com o que há de podre nele). Um dos planos já se encontra a todo vapor com a retirada de várias assinaturas da CPI do Corinthians.
.
Impressionante como (quase) tudo neste país vira politicagem, drenagem ou coisa de mesma bandidagem. Repetidamente.
.
“Tudo vira bosta”.

Um comentário:

ACANTHA disse...

Ah, meu querido...
MEUS SAIS...
(Dividimos???)