terça-feira, 25 de setembro de 2007

Dona Coisa e seus dois partidos

A escritora e poetiza Vais anda as turras com o seu computador (que assim como o homem, também apresenta defeitos de fabricação), mas isso não a impediu de escrever, a duras penas, mas escrever, melhorando o meu dia. Encontra-se a Vais aqui:
DONA COISA E SEUS DOIS PARTIDOS
Vivia D. Coisa a procurar um marido. Quando numa estação,
poderia ter sido inverno ou verão, enamora-se pelo Seu Trem.
Viviam a viajar por tudo quanto era lugar. Numa dessas, oh, tragédia!
Aconteceu do Seu Trem descarrilar e capotar seus filhos vagões.
Morre Seu Trem. Vira fantasma. Dona Coisa fica inconsolada.
Passadas as cerimônias funebres, bate-lhe à porta o Dr. Negócio, responsável pelos interesses do finado fantasma.
Fagulhas elétricas passam da Coisa para o Negócio...
Encontros, testamentos, heranças, abundanças.
Interessa-se o Doutor...
Foi no que deuE toda vez que o Dr. Negócio negociava com D. Coisa ouvia-se:
Café-com-pão
Café-com-pão
Café-com-pão
E o leite na chaleira:
Piuiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!

5 comentários:

adelaide amorim disse...

Gostei da sugestão, Marcelo. O blog é bom mesmo. Beijo pra vocë.

ACANTHA disse...

Já conhecia Vais do Refúgio, MARCELO.. Excelente indicação!

Fernanda Passos disse...

Vou conhecer Marcelo. Achei o texto muito bom. Ela tem imaginação fértil e isso é positivo.

Ei! Tu nunca foi no meu blog de prosa.
toma aí.
www.prosanaveia.blogspot.com


te espero.
um beijo grande.

Vais disse...

Ei Professor,
ainda estou no, da-lhe maquina!
ri do, a duras penas, ainda bem que existe o copiar e colar, que independe da lingua do teclado, mas quando desconfigura, algumas palavras ficam sem jeito, mas eh um bom exercicio de buscar palavras. Grata pelo carinho, Marcelo.

Oi meninas (se nao se importam)leio todas voces nestas ondas ciberneticas.

Acantha e Adelaide
lavieboehme e o ovo dourado
das banalidades raras
mergulho no umbigo do sonho e me deparo com o bem, o mal e a coluna do meio.
As poesias e as prosas na veia da Fernanda.

Sintam-se a vontade para meterem o bedelho no Recanto, risos.

Gracias
Beijo carinhoso proces.

Jens disse...

Ôpa! A Vais é tudo de bom. Valeu.