quinta-feira, 9 de junho de 2011

Parabéns!

A vitória do Vasco da Gama, ontem, em plena Curitiba, foi, antes de tudo, uma vitória de muitas andanças e sonhos. Foi quase uma vitória juvenil, fruto dos manifestos e passeatas que povoam as nossas memórias como um desvirginar da alma.

Sim, a conquista, merecida, do meu arqui-rival, do meu oposto, foi, sobretudo, uma conquista celebrada por uma parte de mim que ainda vive escondida neste corpo gasto e desiludido.

O Vasco ganhou um título, mas o que ele representou foi muito maior. Foi a defesa de uma tese cujo título seria assim: “Não é preciso ser bandido para liderar – regras de como administrar sem ser um filho-da-puta.”

Este Flamenguista rubro (e Mangueirense roxo!), humildemente, saúda a família vascaína e ao Sr. Roberto Dinamite pela belíssima prova de humanidade.

Atenciosamente,

Marcelo.

4 comentários:

dade amorim disse...

Fiquei contente pelos dois filhos vascaínos que eu tenho.
Abraço, Marcelo.

Roy disse...

Parabens, Vasco! Excelente time esse ano. Mal vejo a hora de encontra-lo com o meu (Timao)!

abrax

Roy

Renato Couto disse...

O Dinamite merece se não minha torcida, minha condescendência...

BirdBardo Blogger disse...

Jogou bonito e admnistrou de maneira honesta, fez jus a tal.