terça-feira, 13 de maio de 2008

SKAVURSKA !

Aconteceu, quando ainda era Directv (hoje, Sky), o seguinte:
- Directv, sicrano, bom dia.
- Bom dia, eu gostaria de mudar de pacote, por favor.
- Como assim, senhor?
- Eu tenho o pacote Prata, mas gostaria de trocar pelo Ouro, por favor.
- Bem, então o senhor vai ter que esperar a fatura para, só depois de efetuado o pagamento, trocar de pacote.
- Não, acho que você não entendeu. Eu quero trocar o meu pacote por um mais caro.
- Exatamente, senhor, o senhor terá que esperar a fatura.
- Digno Sicrano, deixa eu explicar melhor... Eu quero dar dinheiro pra vocês!!! Se eu fosse cancelar, trocar por um pacote mais barato... Mas, caramba! Eu quero um pacote mais caro!
-Mas senhor, não podemos fazer isso até...
- Obrigado pela sua atenção.
(pi...pi...pi...pi...)
Em tempo, via internet, relatei o acontecido e pedi a troca do pacote...que foi ao ar 30 minutos depois.
Agora, lendo o Kibe Loco, não deixei de dar um belíssimo sorriso. Skavurska!
.
- Net, boa tarde. Em que eu posso ajudá-lo?
- Boa tarde. Eu queria assinar o pay-per-view do Campeonato Brasileiro 2008, por favor.
- Mas o senhor já é assinante do Campeonato Brasileiro 2008...
- Sou? Como assim? Não assinei nada.
- Mas o senhor assinou ano passado, certo?
- Sim, e daí?- É que se o senhor não cancelar a assinatura, ela é renovada automaticamente.
- Ah, é? E você pode me confirmar quanto pago mensalmente por essa assinatura?
- R$ 49,90.
- R$ 49,90? Mas eu acabei de ver na TV que o Brasileirão desse ano está com mensalidades de R$ 35,00.
- É que o valor de R$ 35,00 é válido apenas para as três primeiras mensalidades dos novos assinantes.
- Hmmm. Isso quer dizer que se eu cancelar minha assinatura agora e contratar o Campeonato Brasileiro 2008 um minuto depois, terei descontos de quase R$ 15,00 nas próximas três mensalidades?
- (...)
- Alô?
- Sim. É isso mesmo.
- Então... pode me transferir para o setor de cancelamento, por favor?
- Claro, Sr. Um momento por gentileza.
.
***Pano rápido.
.

4 comentários:

adelaide amorim disse...

Não parece piada de seriado americano, tipo Seinfeld? tsk tsk tsk

Beijins, Marcelo

Jens disse...

Oi Marcelo
Realismo mágico, teatro do absurdo, safadeza, burrice?
Aqui em POA sofremos nas mãos da Brasil Telecom. Um dia destes fui até um posto da empresa, pois queria um atendimento tete-a-tete. Disse o que queria. A resposta: este atendimento só é feito por telefone. Reclamei, esperneiei, ameaçei por fogo às vestes. Não adiantou: "É norma da empresa", limitou-se a responder mecanicamente o atendente.
Sai espumando de raiva. Em casa, mais calmo, deixei-me levar por pensamentos lúbricos: "como será a Norma da empresa? Gostosa? Coxoduzulda?" Droga, acho que me apaixonei de novo. Doideira, né?
Um abraço.

Jens disse...

esperneei (ai, esta doeu no olhar).

Moacy Cirne disse...

Que história, hem? Mas, no Brasil, acontece com freqüência, não? Um abraço.