quinta-feira, 18 de outubro de 2007

Eu vou acessar!

Esta eu achei no blogue do Leone (http://brancoleone.wordpress.com/).
Vale a pena ler, acessar e, definitivamente, parar de ler a futilidade de uma revista que já foi grande e, hoje, só nos faz vergonha. Triste fim para quem, anos atrás, gabava-se ser a melhor do Brasil (e era)...
Vamos ao Branco Leone:


(Abre aspas)
Esta simpática senhora de 80 anos é a jornalista Helle Alves, única brasileira a ter presenciado a chegada do corpo de Che Guevara em Valle Grande, na Bolívia, há 40 anos. Acompanhada do fotógrafo Antonio Moura, dos Diários Associados, furou a imprensa mundial (que estava reunida a 200 km dali, em Camiri, para acompanhar o julgamento de Regis Debray) noticiando a morte de Che para o mundo inteiro.
Revoltada com as distorções feitas pela revista Veja, esta semana, ela escreveu uma carta à redação da revista. Foi entrevistada por 1 hora e meia, e só saiu um pequeno box, insinuando que era uma “mistificadora”.
Fui conversar com ela, e fiz uma entrevista para o programa ABCD Maior em Revista. Quem quiser ouvir o relato dessa grande mulher, assista ao programa no domingo, 14/out, na Rede TV!, às 10 horas da manhã.
Daniel Brazil (fecha aspas)

Quanto mais o tempo passa, mais percebo que ser espinafrado pela Veja é pré-requisito para eu gostar da pessoa. Rede TV!, 10 da manhã. Eu vou.

+ Aos estranjas e atrasados: o programa fica disponível no site, em janela pequena (bem pequena), durante a semana seguinte à exibição na tv.

5 comentários:

adelaide amorim disse...

De dar vontade de se esconder num buraco qualquer, não? Uma vergonha, Marcelo.
Beijo e bom fim de semana, viu?

ACANTHA disse...

Li o texto no Branco, Marcelo.. Pois, pois...

Jens disse...

Valeu a dica, Marcelo.
***
Quanto à Veja: há muito deixou o jornalismo em segundo plano para ser primordialmente um panfleto da oposição golpista.
Um abraço e um bom fim de semana.

Moacy Cirne disse...

Uma boa postagem, meu caro. De resto, no que se refere à "veja", concordo plenamente com Jens. A matéria sobre Che, então, foi a gota d'água... Um abraço.

Fernanda Passos disse...

Conforme ia lendo as frases da reportagem que a veja publicou sobre Che, uma indignação monstruosa ia brotando em mim. É incrível como eles distorcem fatos e aniquilam personalidades com a manipulação da escrita. Aliás, tenho verdadeira repugnância por essa revista.
Agora vou ler a reportagem do Leone.
Bj.