quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

.
Passei o dia todo de caneta na mão
Pelejando pra fazer um verso de amor
E a única coisa parecida com verso de amor
Que saiu da porra da minha caneta foi:
Rosinha, Rosa, Rosa de Sousa
Eu gosto mais de você do que da sua bunda.
.
Poema garimpado no Balaio Porreta

6 comentários:

BirdBardo Blogger disse...

Acho que a Rosa ficou apaixonada!

adelaide amorim disse...

:)))
Irresistível, Marcelo.
Beijo

Halem Souza disse...

Olá, Marcelo. Continuas a fazer seu (ótimo) trabalho de divulgador das boas coisas da blogosfera.

Estamos retornando aos poucos. Um abraço.

http://sinistrasbibliotecas.blogspot.com

Loba disse...

como nao rir e não admirar? rs...
muito bom! belo garimpo, professor!
beijocas

Cris disse...

Oi, professor Marcelo,

Para variar, uma delícia de indicação. Bela pontaria.
Fiquei super feliz de estar entre os teus links, viu?

Beijão, Marcelo.

Moacy Cirne disse...

Chico Doido por aqui? Danou-se! O cabra deve estar mais contente do que raposa em galinheiro...

Abraços.