quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Feiticeira Vais, Sandrix e um som

e outros

http://aosabordotoque.blogspot.com/

sem datas, talvez de 97 ou 98.


Desire
Tudo fala, vestido, travestido.
Palavras não ditas exalam, articuladas em lábios mudos.
O cheiro dos gestos, e a dança do corpo em movimentos assimétricos.

***********************

E eram vários anos espalhados pelo terreno verde. Em cada um, um escrito diferente. Num sonho contei-lhe o sonho. A realidade era os anos roubados cheios de poemas. A fantasia estava nas casas sobre a encosta da grama viva, reluzente... E o sentido? E o sentido?

***********************

Tudo é um jogo: nada se perde, nada se ganha, tudo se devora.
Panteras com olhos de marfim...
Que estariam fazendo? – Apenas refletindo o quadro!

***********************

As baixas neblinas das noites de inverno, um enigma a ser desvendado:
Sob a parca luz, senta-se no banco.
O túnel se faz de câmara, deserto. A praça em volta, deserta.
Vindo pelas pedras, iluminada espera.


***********************


Esta é a nova página da Sandra Camurça, Dona Moça do Refúgio:
http://almanaque68.tumblr.com/ Bem, acho que o novo blog vai ser mais uma misturança... (com o nome "almanaque", nem poderia ser diferente).

___________________________________________________________________________

O Som!!!!!!!!!!!!!!!!








3 comentários:

Vais disse...

Ah, querido Professor Marcelo!

Feiticeira e Sandrix é um chamado para o cabra do Jens que resolveu tomar um chá de sumiço? gostei.

Olha que fico até envergonhada!

Sabe, Marcelo, quando fiz esta postagem dos outros, pensei em você, mas não ia dizer nada, pois achei que poderia soar meio estranho.
Saiba, e direi sempre, que é uma honra e um prazer fazer parte do seu Resumo. É impossível não lembrar que você foi o segundo a deixar comentário na caxanga, quando nabatida era ainda recanto.

Sou por demais agradecida.

Abraço forte e beijo no coração.

Vais disse...

E o Som!!!!!
Não conhecia este dos Paralamas

"eu preciso destas palavras . escrita"

"no peito traz nomes próprio"

Valeu!!!!

beijos

sandra camurça disse...

Vais e eu ao mesmo tempo por aqui? Maravilha! Ela é minha hermanita de corazón...
Grata, moço!

Mas olha que eu já ouvi muito esse disco do Paralamas e "Varal" é uma das minhas prediletas, pela poesia, pelo instrumental...lindalinda...

Beijo afetuoso :)