sábado, 12 de dezembro de 2009

Resumo da Chuva

E mais um ano passa por estas bandas, largas ou discadas, e o que se viu quase sempre foi chuva feia, esquisita.

Muitos PMs esquecendo dos seus deveres enquanto policiais (tudo bem, isso não é novidade, mas este ano extrapolou) e descambando de vez para o paralelismo do bandido de uniforme, muito político safado (tudo bem, outra vez, novidade alguma em terra brasilis) fazendo maracutaia com o dinheiro do povo, esquecendo de construir o coletivo, o social para satisfazer o bem-estar particular e familiar. Partidos partidos, racha na oposição, no governo... PED petista muito dividido e a certeza de que nem quando estamos no rumo, estamos no prumo.

É certo que houve coisas de estancar a pipa e aflorar o coração. Finalmente um Campeonato Brasileiro digno das antigas emoções. A maior torcida do mundo (ou a que existe no mundo todo) em polvorosa! Meu Mengão (êta timinho sofredor!) campeão outra vez e, outra vez com duas pratas da casa: Andrade (o heroi mineiro) e Adriano (feliz na favela, na laje e de chinelos). Tudo bem, pela terceira vez, o Pet é quase brasileiro (e muito Rubro-Negro). Desculpa, Jens, o seu Colorado quase chegou, mas, pense no lado positivo: não foi nenhum tricolor (ops... Desculpa, Professor Moacy)!

A Educação no país continua uma merda, mas a gente vai levando... O que eu vou dizer quando minha filha perguntar se deus realmente protege os corruptos? Será que eu vou lembrar que, com o advento do youtube, o povo pode ter memória curta, mas a Internet não? Que está tudo lá, a oração dos ladrões, depois de embolsarem o dinheiro sujo, pedindo para deus protegê-los, nas barbas do DEMocratas, do Brasil e de tudo que está errado em Brasília? Aliás, só o DEM é demoníaco?

É certo que continuamos por aqui, sobrevivendo aos BBBs, as Fazendas, as bundas de verão, das frutas, das revistas; tentando encontrar a nossa tribo, acomodar as ideias que, frutíferas, perambulam pela rede à procura de poesia. Continuamos aqui, chovendo de várias formas e expressões, buscando os pares, abrindo a roda e distribuindo nossas dúvidas no único e (ironia?) invisível espaço que, por enquanto, ainda é democrático.

Abraço a todos da tribo! Até 2010!

6 comentários:

Moacy Cirne disse...

Antes de mais nada,
meu caro,
parabéns por seu Mengo,
um título mis do que justo.
E parabéns por seu texto,
sempre atento,
sempre oportuno,
sempre crítico.

Abração.

Vais disse...

Olá Professor,
um otésimo final de 2009 pra você, pra pequena Clarice e às tuas queridas e aos teus queridos, e pra 2010 muita força, saúde, indignação e alegria nas lutas.
Desde agosto que venho participando dos Fóruns família-escola, e cheguei a participar até a Conferência Municipal da Educação, não consegui sair como delegada, nem como observadora, pois foi fechado somente aos delegados, pra Estadual, e pra Nacional ficou difícil participar, dado o processo, mas quero saber do desenrolar, e o que vejo e sinto, é que cabe a nós transformar qualquer realidade que seja, como muito enfrentamento ocupando os espaços que estão postos, direcionando nossa indignação transformando em atitudes pra que haja mudanças concretas em todas as áreas. Este mês teremos a Primeira Conferência Nacional da Comunicação neste país, é uma CONQUISTA, e quando aqui em Minas, o (des)governador tentou de todo jeito inviabilizar,e mesmo assim foi feito, só que, a elite dominante não pode tanto assim barrar mais os processos como antes.
E é assim, Marcelo, com muita luta, pois o Brasil, não podemos permitir um retrocesso do governo cair em mãos da direita novamente.
ô moço, então tá
beijo e tudo tudo de bom

"Educação não transforma o mundo. Educação muda pessoas. Pessoas transformam o mundo."
(Mestre Paulo Freire)

Cris disse...

Oi, Marcelo,

Última passada do ano na casa dos amigos. Volto em Janeiro ( ou fevereiro?)
Te desejo um ano realmente novo e único em movimentações.Até, querido.

beijo.

Jens disse...

Pois é, camarada Marcelo, só me ocorre cantar, com Chico e Caetano, que mesmo com tudo isto "a gente vai levando". E desejar que em 2010 sejamos um pouco melhores e também possamos fazer do Brasil um país melhor. E, claro, que o Glorioso Colorado dos Pampas seja, enfim, campeão.

Um abraço.

BirdBardo Blogger disse...

"Vem chegando o verão, o calor no coração..." Já dizia Marina Lima, mas enfim meu Fluminense (time de guerreiro!) também saiu da pindaíba e quanto as merdas que nosso presidente citou e fora atacado (como sempre)já tornou-se um câncer sociológico, ainda bem que estamos em uma quimioterapia...

Halem Souza disse...

Pela sua "retrospectiva-lírica" dá pra ver que o ano não foi dos melhores (o que, concordando com você, não tem sido novidade nos últimos tempos). Como não sou interessado por futebol, "passo a bola"...

Bom descanso da blogosfera, bom recesso e boas festas, meu camarada!

Inté 2010.